Archive for the ‘visual data’ Category

Saúde em redes online

03/06/2010

Postei há algum tempo sobre o Caring.com, rede social online dedicada a pessoas que cuidam de idosos e achei um ótimo exemplo de como a internet tem se configurado como meio de aproximação e publicação de dados disponíveis e de produtivo acesso sobre diversos assuntos, incluindo aí medicina e saúde.

Uma proposta parecida tem o Patients Like Me, que reúne dados sobre diversas especificidades de doenças, medicamentos, perfis de pacientes e tratamentos. O site investe em infográficos disponibilizando informações de modo visual que faciliam o acesso, comparação e cruzamento de dados.


Um dos pontos-chaves do site é modificar a maneira como os dados médicos são ainda tratados com extrema discrição e sigilo por parte de profissionais e pacientes. As informações (anteriormente privadas) estão disponíveis para consulta de qualquer pessoa – uma iniciativa em prol do apoio mútuo e reunião de conhecimento que pode ajudar pessoas em todo o mundo.

Visualizando informações nutricionais

06/05/2010

Uma ideia interessante para aplicação de data visualization, tornando mais claras e acessíveis informações nutricionais nos rótulos e embalagens de produtos. A designer Audree Lapierre do escritório canadense FFunction criou uma embalagem de leite que une funcionalidade e apelo estético. Defendendo o projeto:

“Nosso conceito era criar uma embalagem com informações nutricionais sobre os produtos alimentares. Para a caixa do leite, usamos os quatro lados para informar sobre a proporção de calorias, valor de nutrientes, ingredientes e quantidade por porção. Os diagramas e visualização de dados fornecem informações úteis e importantes. Por exemplo, mostram rapidamente se um produto tem uma proporção maior de gordura.

Os infográficos ajudam a consultar dados melhor do que um rótulo nutricional comum. Por exemplo, os ingredientes são visualmente ligados aos seus componetentes nuticionais (carboidratos, gorduras totais, proteínas, sódio e outros). No caso de um saco de batatas fritas, você vê imediatamente que ela contém uma grande quantidade de ingredientes sem valor nutritivo.

A informação nutricional torna-se o objetivo principal da embalagem, que ainda carrega uma identidade visual marcante, combinando  forma expressiva com informações úteis.”

Visualizando leitores

17/12/2009

Um projeto do New York Times visualizou leitores de todo o mundo e o tráfego de acesso às informações do jornal online no dia 25 de junho deste ano, data da morte do cantor Michael Jackson.

No vídeo, os pontos em verde indicam acessos ao site provenientes de computadores desktop e laptops. Já os vermelhos correspondem aos acessos via celular. A análise dos dados permite concluir os horários mais acessados pelos leitores e os meios usados para chegar as informações. Mais aqui.

Fernanda Viégas sobre visual data

10/12/2009

Fernanda Viégas foi uma das poucas designers a ingressar o time de apresentações do TEDX São Paulo e era a minha palestrante mais aguardada. Subiu ao palco para mostrar suas pesquisas e projetos sobre visual data. No vídeo, ela apresenta o Many Eyes, uma ferramenta de visualização de dados e troca de informações. Confira!

Visual data doméstica

24/09/2009

Hu2

Conheci hoje uma linha de adesivos da Hu2 que, além de decorativos, funcionam como infográficos para a casa,  ajudando a compreender facilmente informações como nível de água da banheira, identificação dos cabos e tomadas e ainda receitas para drinks. Funcional e visualmente interessante.

Twitter em 3D e debaixo d’água

02/06/2009

Minsh é um sistema de visualização que utiliza o Twitter como base de dados e consiste num mundo aquático 3D habitado por peixes que representam os usuários da rede social. O comportamento social de cada peixe reflete o que as pessoas estão postando online: quando você escreve no Twitter sobre determinado assunto, seu peixe se junta a outros com ideias semelhantes, formando cardumes que se associam por afinidade de temas, comentários e assuntos. O vídeo abaixo esclarece melhor o funcionamento.

O site ainda está em fase experimental, mas promete lançar uma versão de teste no dia 13 de julho, ainda restrita a convidados.

Acompanhe o desenvolvimento no blog do projeto.

Visualization data no Twitter

21/03/2009

Twitter na capa da Época e cada vez mais pessoas atentando para o site como ferramenta de pesquisa sobre tendências e debates da ordem do dia (li um artigo que se referia ao Twitter como uma ferramanta para se capturar o “zeitgeist” no ambiente de trabalho, rs).

Ainda não tinha visto experimentos de visual data que usassem o Twitter como base de dados, mas acabei encontrando esta semana.

O Social Collider é um visualizador de dados que registra ligações entre os posts lançados por lá. Sascha Pohflepp e Karsten Schmidt criaram o software que baseia a interface no desenho de colisões entre partículas atômicas e permite pesquisar por usuários, assuntos e trends. Clicando nos pontos de registro, o site direciona para o post em questão.

social_collider

Já o Social Weather Mapping, desenvolvido pelo escritório Use All Five,  localiza em um mapa o registro de tweets nos EUA que contém termos que descrevem situações de acordo o tempo atmosférico naquele local. A informação pode ser usada para formar uma imagem do tempo e de como ele afeta a vida das pessoas.

social_weather

Esses e outros projetos fazem parte da nova investida do Google, o Chrome Experiments, que reúne projetos de visual data criados por designers e programadores do mundo todo. Vale dar uma explorada nos projetos selecionados e também a atenção para o uso dos softwares de visualization data como ferramenta de pesquisa e análise de comportamento na web.

NY e o mapa vertical

11/03/2009

mapany

Mais uma iniciativa interessante de mapear sentimentos e subjetividades na rede. O designer multidisciplinar Christian Marc Schmidt e o programador Ivan Safrin criaram o Pastiche, numa tentativa de capturar os sentimentos relacionados a cada localidade de Nova York. A ferramenta  identifica palavras e expressões presentes na blogosfera que se associam a determinado bairro da cidade e produz a visualização dos dados como apresenta o vídeo.

O site do projeto intenciona mesclar as realidades física e subjetiva, mostrando como cada uma se alimenta da outra e constrói o imaginário da cidade e suas partes, além de ser um interessante registro de como percebemos nosso espaço e vamos adicionando significados a ele.

Visual data em papel

16/02/2009

paperdata

O site Info Sthetics é dedicado à união entre forma e informação, reunindo projetos de data visualization que assumem as mais diversas formas em resultados intrigantes e criativos. Recentemente o site promoveu um concurso entre projetos que materializaram informações usando papel como suporte, na contra-mão dos infográficos digitais. Os resultados podem ser vistos aqui e vale muito dar uma visitada no site em geral.