Archive for junho \28\UTC 2010

Descanse em paz com wi-fi

28/06/2010

De certa forma a tecnologia tem realizado o desejo humano por imortalidade. Seu uso (e abuso) permitiram novas maneiras de imortalizar obras, histórias, realizações e feitos em terabytes de informação para futuras gerações. Afinal, quem morre são os outros.

O que antes era restrito a apenas um grupo seleto de gênios e criadores transformadores, hoje pode ser estendido à qualquer mortal. Exemplo disso é a lápide desenvolvida pela RosettaStone – Technology Enhanced Memorial Products – que contém um chip com dados sobre o falecido enterrado ali e permite visitantes obterem informações sobre sua vida e obra através de um aparelho celular.

A lápide possui ainda pictogramas na interface física que informam sobre características do falecido, genealogia e sua atuação em vida.

Perspectivas modernas e antigas de Londres

05/06/2010

O Museum of London lançou um aplicativo que envolve arte, memória e história pelas ruas da cidade, uma ótima maneira de integrar mobilidade e cultura para quem já conhece bem a cidade ou para quem acaba de aportar por lá.

Funciona assim: uma vez aberto, o app identifica sua localização e posiciona lugares próximos no mapa que já foram representados em alguma obra de arte ou registro histórico. Clicando nos pontos é possível visualizar informações sobre o local, data e autor da imagem.

Um recurso extra apresenta uma sobreposição da obra e da paisagem atual, como mostrado nas imagens que ilustram o post.

Saúde em redes online

03/06/2010

Postei há algum tempo sobre o Caring.com, rede social online dedicada a pessoas que cuidam de idosos e achei um ótimo exemplo de como a internet tem se configurado como meio de aproximação e publicação de dados disponíveis e de produtivo acesso sobre diversos assuntos, incluindo aí medicina e saúde.

Uma proposta parecida tem o Patients Like Me, que reúne dados sobre diversas especificidades de doenças, medicamentos, perfis de pacientes e tratamentos. O site investe em infográficos disponibilizando informações de modo visual que faciliam o acesso, comparação e cruzamento de dados.


Um dos pontos-chaves do site é modificar a maneira como os dados médicos são ainda tratados com extrema discrição e sigilo por parte de profissionais e pacientes. As informações (anteriormente privadas) estão disponíveis para consulta de qualquer pessoa – uma iniciativa em prol do apoio mútuo e reunião de conhecimento que pode ajudar pessoas em todo o mundo.