Ode ou ódio à fonte?

Seguindo os passos do documentário Helvetica, Samanta Pagan e Anita Brown deram ao mundo uma luz sobre a (talvez) mais famigerada das tipografias. O que há de tão ruim na Comic Sans? Eu sinceramente não sei, mas desconfio que pela super exposição e também por contrariar a máxima tipográfica do “cálice de cristal”, a Comic Sans caiu na classificação do mau gosto e mau uso — ainda que os ataques pertençam ao hall dos velhos clichês entre os designers, assim como falar mal do Hans Donner…

Lembro de uma amiga que enviava currículos digitados em Comic Sans. Bem, acho que tudo depende mesmo do contexto. Mas a citação que abre o documentário diz bastante sobre ter uma má (pré)impressão sobre a fonte: “Se você a ama, não conhece muito sobre tipografia. Se você a odeia, tão pouco sabe alguma coisa, e deveria procurar outro hobby”.

Uma resposta to “Ode ou ódio à fonte?”

  1. Sônia Says:

    Então vou completar seu post com o “Diagrama de uso Comic Sans”

    http://www.espaco.com/design/diagrama-de-utilizacao-da-comics-sans/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: